sexta-feira, 4 de agosto de 2017

ENQUANTO VOCÊ CONTAVA ESTRELA

Em meio ao caos na terra
nada como uma sexta-feira
um fugidio poeta pegou o seu escudo
para proteger da cauda da serpente
que de soslaio golpeou a Lua
mandando-a na direção de Saturno
que quase se choca com Antares
pobre de Hércules que perdeu a Cabeça da Serpente
sem falar da Coroa Boreal
que no maligno golpe passou direto pelo Ofiúco
enquanto a Raposa tocava Lira
Águia que até então enxergava bem distante
também também juntamente com o Cisne
bem abaixo de Etamin
flechado sem seta
no arpão para Golfinho
que montou um Cavalo Menor
quiçá um CapriCORNUS
picado por um escorpião rei
sem súditos apenas comparsas
comprados a peso de alheio ouro do erário
para estancar a sangria ou ferir de morte
com a espada flamejante cunhada e forjada em açoites
que se esfria em sangue
no peito fêmeo de um povo
que silencia metais
alumínio barato dos tolos
que ainda assim pedem bis...
tem que manter isso, viu!...