sexta-feira, 4 de agosto de 2017

MALANDRAGEM

O pobre do rico poeta que pediu a Deus um pouco de malandragem e foi atendido em demasia depois foi-se juntamente com a democracia


Rica pobre intérprete q não pediu, mas repetiu o coro e cantou inocentemente a malandragem que ficou e ela se foi com a democracia